Taxa de desemprego sobe a 19% na região do ABC

A taxa de Desemprego apurada pela Fundação Seade na Região do ABC Paulista apresentou uma ligeira alteração para cima, de 18,8% em julho para 19% em agosto. Com isso, o contingente de desempregados foi estimado em 239 mil pessoas na Região. A pesquisa é realizada mensalmente entre a Fundação Seade, Dieese e Consórcio Internacional das Bacias do Alto Tamanduateí e Billings. De acordo com os técnicos da Seade, em agosto a entrada de 16 mil pessoas na força de trabalho superou o número de 10 mil vagas, provocando, assim, aumento no total de desempregados na região em 6 mil pessoas.A pesquisa apurou também um crescimento de 1% no nível de ocupação na região em agosto. Este resultado decorre da criação de 13 mil ocupações no Comércio, 3 mil novas vagas no setor de Serviços e mais 9 mil ocupações no agregado Outros Setores. A geração destas vagas mais que compensou a retração de postos de trabalho na indústria, num total de 9 mil postos. A PED estimou que o contingente de ocupados em 1.018.000 pessoas. Entre os tipos de inserção analisados, destacou-se o crescimento no assalariamento do setor privado (20 mil), decorrente do aumento de assalariados com e sem carteira de trabalho assinada (10 mil e 9 mil, respectivamente).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.