Taxa de desocupação em SP recua em julho, segundo IBGE

A taxa de desocupação em São Paulo no mês de julho ficou em 5,7%, inferior à registrada em junho, de 6,5%, segundo dados parciais da Pesquisa Mensal de Emprego (PME), divulgados nesta quinta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em Porto Alegre, a taxa ficou em 3,8%, abaixo, portanto, dos 4,0% de junho; em Belo Horizonte foi de 4,4%, ante 4,5% no mês anterior e em Recife, de 6,5%, ante 6,3% de junho.

FERNANDA NUNES, Agencia Estado

23 de agosto de 2012 | 10h01

Por causa da greve dos funcionários públicos, o IBGE não divulgou as taxas do Rio de Janeiro e de Salvador, comprometendo, dessa forma, a divulgação do índice completo. A principal dificuldade é conseguir reunir informações de qualidade que possibilitem a análise dos dados de emprego nas duas regiões metropolitanas.

O emprego com carteira assinada no mês de julho cresceu 3,5% em São Paulo em julho na comparação com julho de 2011. Ainda em comparação a julho do ano passado, foi registrado crescimento no emprego com carteira no setor privado em Belo Horizonte, de 3,6%, e Porto Alegre, de 1,8%. Em Recife, houve queda de 0,6%. Ante junho, o IBGE não registrou variação significativa em nenhuma das regiões pesquisadas.

Rendimento médio

O rendimento médio real caiu nas regiões metropolitanas de Recife (-3,5%), Belo Horizonte (-1,8%) e São Paulo (-1,1%), na passagem de junho para julho. Na região metropolitana de Porto Alegre, o rendimento ficou estável.

Em comparação a julho de 2011, o rendimento médio real de julho de 2012 cresceu nas quatro regiões metropolitanas pesquisadas: 5,2%, em Belo Horizonte; 1,8%, em São Paulo; 5,1%, em Recife; e 0,7%, em Porto Alegre.

Tudo o que sabemos sobre:
Pesquisa Mensal de EmpregoIBGEjulhoSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.