Taxa de inadimplência recua para menor nível desde janeiro

O total de consumidores endividados com contas em atraso caiu de 46% em agosto para 37% neste mês, segundo dados da Pesquisa de Endividamento e Inadimplência (PEIC), da Federação do Comércio do Estado de São Paulo (Fecomercio), divulgados hoje por meio de nota à imprensa. De acordo com a instituição, este é o menor índice registrado pela PEIC desde janeiro, quando o total de consumidores inadimplentes era de 36%. Motivos para a queda Segundo a assessoria econômica da Fecomercio, o resultado acompanha a crescente expansão do volume de crédito consignado com desconto em folha de pagamento, que aumentou 110% em 12 meses. "Essa modalidade oferece juros menores ao tomador: a taxa gira em torno de 37% ao ano, contra uma média de 77% para outras categorias de crédito à pessoa física, o que facilita a utilização desses recursos para a quitação de dívidas", explicaram os assessores na nota. Além disso, eles salientam que os últimos dados divulgados apontam um leve aumento da renda e estabilidade no nível de emprego, o que favorece o pagamento de dívidas. A PEIC foi começou a ser divulgada pela Fecomercio em fevereiro de 2004 e é coletada mensalmente com cerca de mil consumidores da região metropolitana de São Paulo.

Agencia Estado,

19 Setembro 2005 | 12h47

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.