Taxa de investimento sobre o PIB cresce no início de 2004

A taxa de investimento (investimento sobre o PIB) do País alcançou 19,3% no primeiro trimestre deste ano, patamar superior ao registrado ao longo de todo o ano de 2003, quando alcançou 18,7% no primeiro trimestre; 17,2% no segundo; 18,1% no terceiro e 18,2% no quarto. O gerente de contas nacionais do IBGE, Carlos Sobral, disse que a elevação do patamar do investimento "é significativa porque, quanto mais investimento, mais crescimento".Segundo ele, o aumento da taxa reflete a recuperação da economia brasileira. "Para o País crescer, é preciso investir. Essa taxa já é significativa por causa do aumento, mas é fundamental que ela cresça para que o Brasil tenha um crescimento sustentável, que não seja uma bolha", disse.Sobral afirmou que o importante é que há uma tendência de crescimento da taxa de investimento desde o terceiro trimestre do ano passado. Segundo ele, os 3,5% de crescimento do PIB previstos para este ano vão exigir uma taxa de investimento ainda maior no acumulado do ano, "mas o importante é que a tendência da taxa é de subir".Segundo ele, uma taxa que seria "bastante razoável" para um crescimento contínuo e sustentado no País estaria em torno de 25% a 26%. Como exemplo de taxas mais elevadas, ele citou a China, país no qual a taxa de investimento chegou a 47% no ano passado. "Mas são situações diferentes, para o Brasil, 25% a 26% serão bem razoáveis", disse.

Agencia Estado,

29 de junho de 2004 | 11h52

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.