seu bolso

E-Investidor: O passo a passo para montar uma reserva de emergência

Taxa de juros ao consumidor atinge maior nível desde agosto de 2012

Pesquisa na Anefac mostra que a taxa média para as pessoas físicas subiu para 5,82% ao mês em fevereiro

O Estado de S.Paulo,

11 de março de 2014 | 15h27

SÃO PAULO - As taxas de juros para os consumidores subiram pela nona vez seguida em fevereiro. O juro médio para as pessoas físicas avançou de 5,65% para 5,82% ao mês e atingiu o maior patamar desde agosto de 2012,  segundo um levantamento da Anefac (Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade).

Todas as seis linhas pesquisadas para o consumidor apresentaram elevação no período. O maior reajuste foi no cartão de crédito, cuja taxa passou de 9,37% para 10,08% ao mês. Para as pessoas jurídicas, a taxa média de juros subiu de 3,29% ao mês para 3,32% ao mês - também é o maior nível desde agosto de 2012.

O diretor executivo de pesquisas econômicas da Anefac, Miguel José Ribeiro de Oliveira, afirma que a elevação pode ser atribuída ao ciclo de aumento da taxa básica de juros, a Selic, pelo Banco Central, já refletindo a alta de fevereiro.

Desde janeiro de 2013, nota a entidade, o BC elevou a Selic em 3,50 pontos porcentuais - de 7,25% ao ano para 10,75% ao ano. No mesmo intervalo, o juro médio anual para o consumidor avançou 8,55 pontos porcentuais (de 88,61% para 97,16% ao ano). Já as empresas sentiram menos o impacto do crédito mais caro - a taxa média subiu 4,24 pontos porcentuais e passou de 43,74% para 47,98% ao ano.

A Anefac projeta uma nova alta no juro básico da economia na próxima reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), prevista para 1º e 2 de abril. Por isso, diz a entidade, é provável que as taxas de juros das operações de crédito voltem a ser elevadas nos próximos meses.

Tudo o que sabemos sobre:
juros.anefac

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.