bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

Taxa de juros fica inalterada, mas com viés de baixa

O Copom anunciou hoje a decisão de manter a Selic, a taxa básica de juros da economia brasileira, em 18,50%, mas introduziu um viés de baixa. Com o viés, o BC, caso considere possível, pode reduzir a Selic antes da próxima reunião do Copom, sem que seja necessário reunir novamente o Comitê. A decisão foi tomada por unanimidade pelos oito integrantes do Comitê de Política Monetária do Banco Central. De acordo com o comunicado divulgado pelo Copom, os dados recentes da inflação e as perspectivas para 2003 são favoráveis. O Copom, entretanto, optou pela estabilidade dos juros em função de um quadro conjuntural ainda considerado adverso. A última vez em que o Copom havia usado o viés de baixa foi em 20 de junho de 2001, quando os juros estavam em 18,25%, depois de terem estado em 16,75% em maio daquele ano. Após esta decisão, porém, o BC não usou o viés e, diante dos vários choques que atingiram a economia no segundo semestre do ano passado, ainda foi obrigado a subir o juro na reunião seguinte, para 19%. A próxima reunião do Copom será no dia 16 e 17 de julho e a ata da reunião de hoje será divulga às 13h30 no próximo dia 26, quarta-feira que vem.

Agencia Estado,

19 de junho de 2002 | 13h39

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.