Taxa de pobreza nos EUA é a maior em 15 anos

Indicador subiu para 14,3% em 2009, ante 13,2 % no ano anterior,  indicando mais notícias ruins para os democratas antes das eleições parlamentares de 2 de novembro

REUTERS

16 de setembro de 2010 | 15h49

A taxa de pobreza nos Estados Unidos subiu para 14,3% em 2009, ante 13,2% no ano anterior, levando o percentual da população que vive nessa condição ao maior nível desde 1994, informou o governo nesta quinta-feira.

O escritório do censo norte-americano mostrou que 43,6 milhões de pessoas, ou uma em cada sete, viviam na pobreza no ano passado, acima dos 39,8 milhões em 2008.

O dado mostra um quadro de aumento da miséria e declínio da renda para muitos que vivem nos EUA e indica mais notícias ruins para os democratas antes das eleições parlamentares de 2 de novembro.

"Nossa economia caiu na recessão há quase três anos na esteira da turbulência financeira e de um rápido declínio nos preços de moradias", afirmou o presidente norte-americano, Barack Obama, por meio de um comunicado.

(Por Donna Smith)

Tudo o que sabemos sobre:
MACROEUAPOBREZA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.