Reprodução/Google Street View
Reprodução/Google Street View

Taxa de investimento do Brasil em 2022 deve ser menor do que a de 82% dos países, diz FGV

Estima-se que 139 países terão uma taxa de investimento maior que a brasileira em 2022

Jessica Brasil Skroch, O Estado de S.Paulo

01 de junho de 2022 | 16h30
Atualizado 01 de junho de 2022 | 16h50

A taxa de investimento do Brasil deve ser menor do que a de 82% dos países em 2022. Os dados são de levantamento da pesquisadora Juliana Trece, do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV). 

Entre 170 países, estima-se que 139 terão uma taxa de investimento em proporção ao Produto Interno Bruto (PIB) maior do que o Brasil. O possível cenário seria levemente pior em relação a 2021, quando 132 de 171 países apresentaram uma taxa de investimento maior. A estimativa considera as projeções de 2022 do Fundo Monetário Internacional (FMI) e do Monitor do PIB da FGV do 1º trimestre.

A projeção da taxa de investimento do mundo para 2022 é de 27,3% do PIB, enquanto a do Brasil é de 18,4%, aponta o levantamento. A estimativa é de uma taxa de investimento de 22,9% do PIB nas economias avançadas, e de 33,2% nas economias emergentes. Na América Latina e Caribe, a projeção é de 20,5%. 

O Brasil ainda deve permanecer como um dos países com as menores taxas de investimento em proporção do PIB num cenário entre 2023 e 2027, também segundo as projeções do FMI. Para os próximos cinco anos, em média, 83% dos países devem apresentar uma taxa de investimento maior do que o Brasil.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.