Táxi: motoristas querem reajuste de 24%

O Sindicato dos Taxistas Autônomos de São Paulo encaminha hoje à Secretaria Municipal dos Transportes pedido de aumento de 24% na tarifa. De acordo com o presidente do sindicato, Natalício Bezerra, a bandeirada seria elevada de R$ 3,20 para R$ 3,96; o quilômetro rodado, de R$ 1,00 para R$ 1,24; a hora parada, de R$ R$ 23,00 para R$ 27,00.O índice de 24% foi definido pelos taxistas em assembléia realizada sábado, no Sindicato, e foi calculado com base em planilha de custos que inclui aumentos dos preços dos carros, da mão-de-obra para manutenção, da reposição de peças, dos combustíveis e da inflação. Segundo ele, o sindicato quer que o aumento passe a valer "o mais rápido possível".A Secretaria Municipal dos Transportes, por meio de sua Assessoria de Imprensa, informou que "não há interesse em aumentar tarifa agora" e a decisão pode ficar para a prefeita eleita Marta Suplicy (PT), que assumirá o cargo em 1.º de janeiro. A maioria dos taxistas acha que o aumento acarretará em diminuição da clientela, que já é pequena. Há, porém, quem defenda que, como o combustível sofreu reajuste, o táxi também deve ter um aumento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.