TCU condena por fraude ex-funcionários da Fazenda

O Tribunal de Contas da União (TCU) condenou cinco ex-funcionários da Gerência Regional de Administração do Ministério da Fazenda, em São Paulo, por concederem pensões fraudulentas a amigos, parentes e outros servidores. Gerson de Oliveira, Arcanjo Cesário de Oliveira Junior, Nilson Ambrósio, Sandra do Rosário Camilo de Oliveira e Nilton Eduardo de Lima deverão pagar multas que, somadas, alcançam R$ 2,795 milhões.Na maioria dos casos, o pedido de concessão das pensões nem era formalizado. O sistema apenas recebia os dados necessários à distribuição do benefício, o que configura desvio de dinheiro público. Além de devolver a quantia, os responsáveis deverão pagar multas que variam de R$ 20 mil a R$ 35 mil e não poderão exercer qualquer cargo na administração pública federal por cinco anos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.