Tecnologia faz bolsa taiuanesa fechar em -1,87%

Apesar da alta de ações da velha economia na bolsa de Taipé, o mercado registrou queda de 1,87%. O resultado foi conseqüência das vendas, no final do pregão, de papéis de empresas de alta tecnologia em razão da queda dos preços no mercado internacional. Na Coréia do Sul, os lucros da Samsung Electronics, que ficaram abaixo do esperado, derrubaram a bolsa, que fechou com desvalorização de 1,07%. Tóquio teve seu sexto dia consecutivo de baixa. O Nikkei 225 fechou hoje em -0,30% pressionado pela perspectiva de queda da Intel para o primeiro trimestre deste ano. Segundo analistas, a expectativa da empresa mostra que a recuperação da demanda por chips ainda vai demorar algum tempo para se recuperar. Já o mercado filipino encerrou as negociações desta quarta-feira em alta de 0,82%. A queda nas taxas de juros domésticas provocou alta das ações de empresas de construção civil, já que o setor é diretamente beneficiado pela medida econômica. No intervalo dos negócios, as demais bolsas do sudeste asiático registravam: Hong Kong: +0,06%; Indonésia: +1,91%; Malásia: -0,20%; Tailândia: +1,14% e Cingapura: -0,34%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.