Tecnologia para o campo com o olhar para ESG
Conteúdo Patrocinado

Tecnologia para o campo com o olhar para ESG

Com seu amplo portfólio, AMVAC do Brasil se compromete com o sucesso da agricultura do País

AMVAC, Estadão Blue Studio
Conteúdo de responsabilidade do anunciante

28 de julho de 2021 | 07h30

O campo vem sendo o cenário para uma série de transformações digitais nos últimos anos, com uma presença forte de inovações que melhoram o desempenho das culturas, com mais economia ao agricultor e maior racionalidade de recursos. Comprometida com o sucesso da agricultura brasileira, a AMVAC do Brasil tem como objetivo oferecer ao produtor um amplo e avançado portfólio de soluções, além de olhar para as práticas ambientais, sociais e de governança (ESG, na sigla em inglês) dando propósito às suas atividades.

Segundo Thomas Britze, CEO da AMVAC Brasil, inteligência artificial, agricultura 4.0, transformação digital e machine learning são práticas que veremos cada vez mais presentes no agronegócio brasileiro, algo extremamente positivo para o setor. Em entrevista exclusiva, o executivo conta que ainda são necessárias a desburocratização e a melhoria da conectividade, para que todas as ferramentas tecnológicas possam ser utilizadas pelos produtores e para que sejam obtidas lavouras cada vez mais rentáveis, com alta performance e sustentabilidade. Confira:


Quais as principais soluções que a AMVAC do Brasil oferece ao mercado e como as tecnologias favorecem isso?

Cito aqui algumas soluções: o 3P Solutions (Performance, Proteção e Produção) possibilita que a alta tecnologia proporcione maior produtividade às culturas, contribuindo para uma agricultura melhor e mais sustentável, garantindo sua longevidade. Além das Soluções Crop Production e Crop Protection, a AMVAC do Brasil oferecerá ao mercado brasileiro, muito em breve, a tecnologia disruptiva SIMPAS, que é moderna, segura e oferece vantagens econômicas e ecológicas.


Quais são os principais diferenciais do SIMPAS?

O SIMPAS é um sistema de aplicação prescrita, inteligente e integrada para múltiplos produtos. Ele possibilita a aplicação, no plantio, de até três soluções simultaneamente. Isso é feito especificamente nas áreas da lavoura onde existem problemas, contribuindo para uma agricultura mais sustentável e eficiente. Já no segundo semestre de 2021 receberemos os protótipos para iniciar os testes no Brasil, e certamente os agricultores serão muito beneficiados.


A agenda ESG vem ganhando força no agronegócio. Como a AMVAC do Brasil trabalha para levar essa prática ao campo?

As práticas ESG direcionam as nossas perspectivas e dão propósito a todas as nossas atividades. Isso começa dentro da nossa casa, pois valorizamos cada um de nossos colaboradores, damos oportunidade de crescimento e conhecimento, acreditamos no seu potencial, e, por meio deles, chegamos à sociedade. Em relação à governança, a AMVAC, uma empresa listada na bolsa de valores, tem implementado processos seguros (SOX) e que atendam às legislações dos países em que está instalada.


Falar em práticas ESG nem sempre é fácil em se tratando de produção agrícola. O que o mercado e a AMVAC do Brasil têm a oferecer?

Buscamos construir um relacionamento muito transparente entre a AMVAC do Brasil e a sociedade, e isso, sem dúvida, é o que resulta no nosso incentivo à sustentabilidade. Ela vai muito além do oferecimento de soluções e sistemas mais ecológicos, mas abrange todas as ações do dia a dia. Entre elas, o desenvolvimento de trabalho de conscientização com as boas práticas agrícolas sobre a utilização de defensivos, além de investimento em ações de comunicação e educacionais, de modo a incentivar o conhecimento e o respeito pelos agricultores.



 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.