Tecnologia permite recuperação de agenda de celular roubado

Já há tecnologia para recuperar, na operadora de telefonia, a agenda pessoal de um aparelho celular que tenha sido perdido ou roubado. A solução da Axalto, empresa do grupo Schlumberber, permite que a cópia da agenda no servidor seja programada pelo usuário para ser feita automaticamente no período de tempo desejado, de quinze em quinze dias ou diariamente, por exemplo, pagando a cada vez que fizer o sistema verificar se há novos contatos ou outras alterações e incluí-las. Essas e outras possibilidades, que ainda não adotadas pelas operadoras brasileiras, estão sendo mostradas e discutidas no GSM Congress Américas, que terminou hoje (21) no Rio. GSM é a sigla de Global System for Mobile Comumunication, tecnologia adotada por 603 operadoras no mundo, incluindo a TIM Brasil, a Oi e a Claro. A estrela do evento é a tecnologia de transmissão de dados EDGE, da terceira geração de GSM, que tem a velocidade média de 80 a 130 quilobits por segundo (kbps), bem acima da obtida pela tecnologia GPRS, também da família GSM, que é de 30 a 40 kbps. "A velocidade faz toda a diferença. A qualidade dos vídeos e fotos com EDGE é muito melhor", diz o consultor de soluções de integração de sistemas móveis da Nokia, Rogério Boros. A Nokia apresentou no evento cinco modelos de aparelhos celulares EDGE que vai colocar no mercado brasileiro no primeiro semestre do ano que vem. Os aparelhos gravam e reproduzem vídeos e clipes com áudio e oferecem propriedades como conectividade sem fio por infravermelho e rádio FM. A TIM, que junto com a Nokia lançou esta semana um serviço de gravação e transmissão de vídeos por celular, promete lançar o EDGE ainda este ano em Campinas, São Paulo e Brasília e no início do ano que vem no Rio. Este tipo de serviço, que já funciona em GPRS, é um dos que mais têm a ganhar com a qualidade de transmissão do EDGE, assim como outros já oferecidos pela operadora, como os de fotonovela e charges. A Oi também está testando a tecnologia EDGE com 250 antenas de rádio, informou seu diretor de Marketing, Alberto Blanco, e aguarda a chegada dos terminais para lançar o serviço. Outras empresas de equipamentos, como Ericsson, Siemens e Motorola também preparam seus lançamentos. A Alcatel apresentou no Congresso a transmissão de um vídeo por tecnologia EDGE com velocidade ainda maior, alcançando um pouco mais de 220 kbps por meio de uma plataforma desenvolvida por ela com chips da Philips. Como nem tudo no GSM Congress Américas girou em torno de EDGE, ficou claro que as mensagens curtas de texto, os torpedos, que não exigem tecnologias complexas, ainda podem crescer bastante, mesmo com as novas possibilidades de multimídia. A Alcatel mostrou um vídeo que sugere que, caso um usuário com possibilidade de mandar vídeos pelo celular queira enviar uma mensagem desse tipo para um outro usuário que não tem um aparelho telefônico capaz de exibi-la, a saída seria mandar um torpedo para o destinatário avisando que ele tem uma mensagem multimídia para receber em um computador tipo PC.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.