coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

TED cai para R$ 1 milhão a partir de hoje

A partir de hoje, a movimentação de recursos pela Transferência Eletrônica Disponível (TED) poderá ser feita para valores a partir de R$ 1 milhão. Anteriormente, o patamar fixado era de R$ 5 milhões.A transferência de dinheiro de um banco para outro no novo Sistema de Pagamentos Brasileiro (SPB) é feita on line, e o saldo das contas muda em poucos minutos. Portanto, quem usar a TED não terá mais aquelas horas para "cobrir" o que saiu da conta; e quem receber a TED verá seu saldo crescer no mesmo dia. A Transferência Eletrônica Disponível (TED) é muito mais rápida do que o DOC, o velho Documento de Ordem de Crédito, que leva pelo menos um dia para virar dinheiro na conta. Deve, portanto, ser muito procurada assim que os bancos forem disponibilizando este recurso para valores menores. A TED é processada eletronicamente pela Câmara Interbancária de Pagamentos (CIP) ou pelo Banco Central (BC), enquanto o DOC passa pelo Serviço de Compensação de Cheques e outros Papéis (Compe). Via TED, basta que o banco destinatário receba o aviso da CIP ou do BC para que o dinheiro já fique disponível ao favorecido.Além de ter a vantagem da rapidez, a TED é incentivada pelos bancos, que devem aplicar tarifas adicionais sobre DOCs e cheques a partir de R$ 5 mil. O objetivo é reduzir ao máximo o uso destes papéis que precisam passar pelo Compe. A TED é também uma alternativa (paga) quando um correntista precisar depositar aquele "dinheiro urgente" na conta de alguém em outro banco. Com o DOC, isso não é possível por causa da demora na compensação, e a única saída neste caso é sacar num caixa, correr a uma agência do outro banco, fazer o depósito em espécie e torcer para o sistema atualizar rapidamente o saldo do favorecido. Também com a Ordem de Pagamento a demora é enorme.Assim como o DOC, a TED entre contas do mesmo titular é automaticamente isenta de CPMF.Em breve, quando os bancos estiverem bem adaptados e seguros quanto ao novo sistema, devem ser permitidas as TEDs a partir de R$ 5 mil. Aos poucos, está havendo uma redução gradual, mas ainda não há data para o correntista comum aposentar de vez o DOC.

Agencia Estado,

13 de maio de 2002 | 07h58

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.