Telecheque prevê queda no índice de cheques devolvidos

O índice de cheques devolvidos no País deve apresentar queda de 20,27% no segundo semestre de 2005 ante os primeiros seis meses do ano e aumento de 7,55% sobre o segundo semestre de 2004. A projeção foi divulgada nesta segunda-feira pela Telecheque, que espera um indicador de 2,28% entre julho e dezembro, em relação aos índices de 2,86% e 2,12%, verificados nos respectivos períodos anteriores.De acordo com a empresa de análise de crédito, o recuo estimado, na comparação com os primeiros seis meses, pode ser justificado pelo fato de o período compreendido entre janeiro e junho refletir, tradicionalmente, altos gastos de datas comemorativas com grande apelo de consumo, como o Natal, Dia das Mães e dos Namorados, além dos gastos habituais de início de ano, como a volta às aulas, o Carnaval, IPTU, IPVA.No segundo semestre, conforme avaliação da Telecheque, os consumidores brasileiros começam a se "preocupar mais em sanar suas dívidas e também a organizar sua vida financeira". Soma-se a esse fato, o adiantamento do 13º salário, fator importante para comprovar a tendência histórica de recuperação de crédito do período.Quanto ao aumento do índice de cheques previsto para a comparação entre os semestres finais de 2004 e 2005, a Telecheque destaca a influência dos altos juros e os longos parcelamentos praticados no mercado. "Com o custo do crédito bastante elevado e o poder de compra do consumidor mostrando pequena recuperação, fica bastante difícil o aquecimento econômico, como também a capacidade de honrar todos os compromissos financeiros assumidos", observou a empresa de análise de crédito.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.