Telecom Itália cria procedimento para proteger acionistas

O Conselho de Administração da Telecom Itália aprovou um novo procedimento que dará proteção aos acionistas caso a TIM seja vendida. A empresa italiana divulgou um comunicado ontem, sem dar muitos detalhes. O procedimento será aplicado a todos os acordos de mais de 2 bilhões (US$ 2,7 bilhões). O documento diz também que uma possível venda da TIM teria de ser aprovada em reunião especial de acionistas em que a Telefônica, se identificada como parte diretamente interessada, seria deixada de fora da votação. O investidor ativista Marco Fossati vem afirmando que o conflito de interesses envolvendo a Telecom Itália e a Telefônica poderia forçar os executivos da empresa a favorecer a gigante espanhola. Ontem, a Telecom Itália também anunciou a eleição de Aldo Minucci, atual vice-presidente da empresa, para o posto de presidente do conselho de administração - vago desde a saída de Franco Bernabe.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.