Telefone: diga não para as tarifas altas

Em tempos de Internet, as contas de telefone passaram a pesar mais no orçamento familiar. Para reduzir gastos com o pagamento dessas contas, a indicação é que o consumidor fique atento aos preços das tarifas de cada operadora e escolha os horários mais baratos. Além disso, é preciso atenção com os serviços que encarecem as contas telefônicas, como, por exemplo, ligações para celulares e interurbanas. Para ajudá-lo em sua economia, vale a pena consultar o site da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) que oferece um serviço para facilitar a pesquisa de tarifas (veja link abaixo). Logo na home page há um link para a área de pesquisa de valores das tarifas. O usuário coloca as localidades de origem e destino da chamada, o dia da semana da ligação e a hora. O sistema informa então quais as operadoras disponíveis, seu código de acesso e o custo das tarifas, incluindo impostos.Também o Procon-SP elaborou algumas dicas para reduzir os gastos com telefone. Em primeiro lugar, o consumidor deve falar apenas o necessário ao telefone e dar preferência para usar o telefone nos horários de tarifa reduzida. Estes horários são: da meia-noite às seis da manhã, de segunda a sexta; após às 14 horas aos sábados; e durante todo o dia nos domingos e feriados nacionais. Veja nos links abaixo mais informações sobre como economizar ao usar o telefone e outras formas de economia doméstica.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.