Telefonia e plano de saúde lideram reclamações

A telefonia e os planos de saúde mantêm, desde 1999, a liderança e vice-liderança nas reclamações dos consumidores por setor da Fundação Procon-SP, órgão de defesa do consumidor ligado à Secretaria de Justiça de São Paulo. Entretanto, se comparado a 1999, o número de reclamações diminuiu no ano passado. Na telefonia, em 1999 foram 25.544 reclamações e em 2000 foram 6.870. As reclamações de planos de saúde em 1999 totalizaram 2.754 e, em 2000, chegaram a 1.973O número de consultas em relação à telefonia também diminuiu. Em 2000, foram 34.367 frente a 36.650 em 1999. Já em relação aos planos de saúde, aumentou o número de consultas em 2000. Foram 12.767 contra 11.645 em 1999, mas as reclamações diminuíram (confira nas tabelas abaixo). Em 2000, quem passou para o 3o lugar nas reclamações dos consumidores foi o setor de móveis. Em 1999, quem ocupava essa posição era o serviço de água e esgoto, que nesse ano passou para o 5o lugar no ranking. Confira os resultados completos nas tabelas abaixo:Ranking de reclamações de janeiro a dezembro de 2000 AssuntoReclamações%do total geral1) Telefonia6.87025,72%2) Planos de Saúde1.9737,48%3) Móveis1.9077,23%4) Bancos1.6546,27%5) Serviço água e esgoto9983,78%6) Cartão de crédito7712,92%7) Veículos7092,69%8) Artigos de leitura6932,62%9) Eletrodomésticos6342,40%10) Forn. Energia elétrica6292,38%Ranking de reclamações de janeiro a dezembro de 1999AssuntoReclamações%do total geral1) Telefonia25.54446,94%2) Planos de Saúde2.7545,06%3) Serviço de água e esgoto2.4584,51%4) Móveis 2.2954,21%5) Bancos 1.8353,37%6) Cartão de crédito/loja 1.4122,59%7) Financeiras 1.2822,35%8) Veículos 1.0571,94%9) Escolas Particulares8331,53%10) Eletrodomésticos8051,47%Fonte: Fundação Procon - SP

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.