finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Telefonia fixa lidera lista de queixas no semestre em SP

Reclamações referentes ao serviço representam 21,6% do total; em seguida vêm os aparelhos de telefone

Amanda Valeri, da Agência Estado,

26 de julho de 2007 | 11h45

A telefonia fixa liderou o ranking de reclamações de todas as áreas da Fundação Procon-SP no primeiro semestre do ano. Das 15.994 reivindicações recebidas de janeiro a junho de 2007, 3.437 diziam respeito ao serviço. O resultado representa 21,6% do total de queixas. De acordo com a entidade, os seis primeiros meses do ano registraram um aumento de 28,32% do total de reclamações na comparação com o mesmo período de 2006. O segundo setor que mais recebeu queixas dos consumidores de São Paulo no primeiro semestre de 2007 foi o de aparelhos de telefone, com 1.758 registros (10,9% do total). Em seguida aparece o segmento de cartão de crédito e lojas que obteve 1.674 reclamações. Na quarta colocação estão os bancos, com 1.004 reivindicações no período analisado. Segundo os dados divulgados pelo Procon-SP, depois de bancos aparecem telefonia celular, móveis, veículos, computadores/acessórios, financeiras e planos de saúde.

Tudo o que sabemos sobre:
Telefonia fixaconsumidor

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.