Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Telefonia móvel atinge 135 milhões de assinantes

O mercado de telefonia móvel registrou em julho 2.162.434 novas habilitações. Neste ano, o desempenho é inferior apenas ao apurado em maio, data forte para o comércio em razão da comemoração ao Dia das Mães, e junho. Com isso, o Brasil atingiu, no mês passado, uma base de 135.330.980 assinantes do Serviço Móvel Pessoal (SMP), dos quais 80,99% usam o sistema pré-pago, conforme dados consolidados divulgados hoje pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).As adesões de clientes ao mercado de telefonia celular em julho superam em 16,47% as entradas registradas no mesmo mês de 2007. É o maior número de adesões registrado no mês em dez anos. Nos últimos 12 meses, o Brasil ganhou 26.811.316 novos assinantes, o que representa um crescimento de 24,71% no confronto anual.A teledensidade, indicador utilizado internacionalmente para demonstrar o número de telefones em serviço em cada grupo de 100 habitantes, atingiu a marca de 70,57% em julho. Um ano antes, este índice era de 57,36%.O Distrito Federal é o local com maior número de linhas de telefones celular, exibindo uma teledensidade de 127,75%. O Rio de Janeiro, segundo colocado no ranking, mostra 87,99%. Em terceiro lugar vem o Mato Grosso do Sul, com teledensidade de 86,55%.Na classificação por regiões, conforme os dados consolidados da Anatel, a Região Norte mostrou o maior crescimento nas adesões aos serviços de celular em 12 meses, com alta de 13,69 pontos porcentuais, para um índice de 54,26%. O Nordeste saiu de uma teledensidade de 43,95% em julho de 2007 para 55,95% um ano depois. No Sudeste, o indicador atingiu 78,36% no mês passado, enquanto no Centro-Oeste e no Sul a densidade na telefonia celular foi de, respectivamente, 87,63% e 76,09%. OperadorasA Vivo terminou o mês de julho com 30,25% de participação no mercado de telefonia móvel, contra 30,36% em junho. Os dados levam em conta a carteira de clientes da Telemig Celular. A TIM também perdeu presença no mercado, saindo de 25,40% em junho para 25,26% em julho. Na terceira posição, a Claro, que anteriormente aparecia com 24,87% da clientela de celulares, subiu para 24,92%.A fatia da Oi no setor de telefonia móvel, incluindo os clientes da Amazônia Celular, atingiu 15,48% em julho, superior aos 15,24% de junho. A Brasil Telecom (BrT) caiu discretamente, saindo de 3,77% para 3,74% de um mês para o outro. Com as mudanças propostas pela Anatel na redação do Plano Geral de Outorgas (PGO), a BrT poderá ser controlada pela Oi.Ainda segundo os dados da Anatel, a CTBC Telecom Celular teve sua presença estabelecida em 0,31% (era de 0,31% em junho), enquanto a Sercomtel Celular permaneceu com 0,05% de participação em julho.A tecnologia GSM continua em expansão e na liderança do mercado, com 115.486.494 acessos (85,33% do total). A tecnologia CDMA tem 15.660.581 habilitações (11,57%) e a TDMA, 2.858.369 (2,11%). A tecnologia analógica AMPS possui apenas 775.938 pontos de acesso (0,57%).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.