Telefónica compra ativos da Bellsouth na AL

A Telefónica informou que assinou um acordo no valor de US$ 5,85 bilhões para comprar os ativos móveis da BellSouth na América Latina, fortalecendo a sua posição como a maior operadora de telecomunicações da região. O valor do negócio ficou dentro da estimativa de US$ 5,5 bilhões a US$ 6 bilhões prevista pela Telefónica, na sexta-feira, quando a companhia anunciou que estava em negociações com a BellSouth. Após os descontos de impostos, a BellSouth receberá US$ 4,2 bilhões pela venda dos ativos. A diferença do valor da transação será usada para assumir dívidas e adquirir participações de minoritários. A venda dos ativos faz parte da estratégia da BellSouth de focar suas atenções no mercado dos EUA. No mês passado, a empresa, mediante uma parceria com a SBC Communications, comprou a AT&T Wireless por US$ 41 bilhões. A Telefónica, por sua vez, aproveitou o momento favorável do câmbio, com o fortalecimento do euro ante o dólar, e a sua situação patrimonial forte para expandir seus negócios na América Latina, em um momento em que a região passa por uma recuperação. A Telefónica tem um endividamento líqüido de aproximadamente 19 bilhões de euros, um total considerado baixo para empresas desse porte. O acordo com a BellSouth foi fechado por meio da unidade Telefónica Móviles, na qual a Telefónica tem controle de 93%. O negócio traz para a base da Telefónica Móviles mais 10,5 milhões de clientes, elevando o total de usuários para 62,5 milhões, sendo 41 milhões na América Latina. A Vodafone, considerada a maior companhia de telefonia móvel na Europa em termos de capitalização de mercado e número de usuários, tem 130,4 milhões de usuários no final de janeiro. A maioria dos analistas e investidores elogiaram a estratégia da Telefónica, apesar de destacarem que aguardam mais detalhes. Os papéis da Telefónica subiam 0,3% na Bolsa de Madri.

Agencia Estado,

08 Março 2004 | 09h45

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.