Telemar está perto de levar a Brasil Telecom

O Grupo Oi (antiga Telemar) confirmou ontem que está negociando uma reestruturação entre os sócios e a compra de uma empresa. No comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a empresa não detalhou quais são as operações em andamento.No dia 28 de dezembro, uma reportagem do jornal O Estado de S. Paulo informou que os controladores da Oi estavam negociando a compra da participação do sócio GP Investimentos e também a aquisição da Brasil Telecom, hoje controlada por fundos de pensão de estatais e pelo Citigroup. Ontem, a coluna Radar, no serviço online da revista Veja, informou que o negócio foi fechado na noite de segunda-feira (dia 7).As empresas não confirmaram a informação. Segundo fontes do governo, o negócio está praticamente fechado. Pelo que a reportagem do jornal apurou, está sendo costurado um plano pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) que prevê a ação direta do governo em duas frentes. Uma delas envolve o Palácio do Planalto. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva deve baixar um decreto permitindo a união de duas operadoras de telefonia, hoje proibido por lei.A compra da Brasil Telecom deve sair, porém, antes mesmo da publicação do decreto. No contrato de venda para a Telemar haverá uma cláusula condicionando a realização do negócio à mudança na lei. Ou seja, se a lei não mudar, o negócio não é efetivado. O acordo está sendo fechado, portanto, com a certeza que já está tudo acertado em Brasília. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.