Teles instalam conselhos de usuários

As concessionárias de telefonia fixa, cumprindo determinação da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), instalaram 46 Conselhos dos Usuários, com a função de avaliar a prestação dos serviços e a relação das empresas com os clientes. Os conselhos são formados por representantes da sociedade, que prestam um serviço voluntário e não-remunerado.Segundo a Anatel, os conselheiros têm mandato de três anos e não podem ser empregados, dirigentes ou representantes das concessionárias. Como os conselhos têm caráter consultivo, as empresas não têm obrigação de acatar suas sugestões, mas a Anatel poderá incorporar as contribuições feitas por eles aos regulamentos do setor.Os conselhos foram instaurados entre 15 de maio e quarta-feira última, cumprindo o prazo dado pela Anatel, que vence amanhã.Na área da Telefônica, no Estado de São Paulo, foram instalados oito conselhos, dos quais um na capital paulista. A Oi tem 19 conselhos e a Brasil Telecom, 12, distribuídos principalmente nas capitais dos Estados em que atuam. A Embratel tem conselhos em Curitiba, Rio de Janeiro e São Paulo, a Sercontel em Londrina, no Paraná, e os da CTBC estão em quatro cidades do interior de Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Goiás São Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.