finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Telesp Celular: oferta de PT surpreende

O analista do Bear Stearns, Alexandre Constantini, afirmou ter sido surpreendido com a operação anunciada pela Portugal Telecom (PT) de proposta de oferta pelas ações da Telesp Celular mediante troca por Brazilian Depositary Receipts (BDR) da operadora portuguesa. Constantini acreditava que a empresa iria focar sua atenção na expansão de suas atividades, por meio da compra de controle e não de posições de minoritários. Para a analista do ABN Amro Bank, Mirela Rappaport, o operação também surpreendeu. Ela ressaltou, entretanto, que o mercado já vinha criando esta expectativa, principalmente em razão das atuais condições para esta oferta. Segundo ela, a desvalorização do real e a alta dos papéis da controladora portuguesa tornaram o momento propício para a transação. Constantini também ressaltou a valorização da PT como um fator que bareteia a operação neste momento para a operadora portuguesa. PrêmioConstantini acredita que o prêmio de 40% envolvido na troca das ações da Telesp Celular por BDRs de Portugal Telecom, está interessante. "O prêmio está em linha com as ofertas semelhantes realizadas pela Telefônica e também com o ágio oferecido pela própria PT às ações ordinárias da Telesp Celular no início do ano passado". No entanto, ressaltou ele, o valor está próximo ao preço alvo calculado pelo Bears Stearns para os American Depositary Receipts (ADR) da Telesp Celular para o final deste ano. Constantini destacou que nos últimos meses as ações da PT registraram valorização, contra queda da Telesp Celular. Ele ressaltou que, com isso, a controladora portuguesa aproveitou o momento para expandir sua posição na empresa, que estava com os múltiplos baixos, facilitando a operação.Mirela Rappaport, do ABN Amro Bank, também ressaltou que o prêmio está em linha com as operações realizadas pela Telefónica. Entretanto, ela destacou que o montante financeiro que seria equivalente (R$ 22,50 pelos cálculos da especialista) à troca está cerca de 15% abaixo do preço alvo do ABN para os papéis da Telesp Celular. Mas, dado o momento do mercado e as incertezas macroeconômicas, Mirela está recomendando a adesão à oferta. A decisão de ficar ou não com a aplicação, segundo ela, caberá ao perfil de cada investidor. Ela lembrou que muitos fundos não podem deter posição em empresas estrangeiras. Papéis perderão negociabilidadeOs analistas do Bear Stearns e do ABN Amro Bank, respectivamente, acreditam que a operação proposta pela Portugal Telecom vai retirar a liquidez da Telesp Celular. Para Constantini, a adesão será de pelo menos 2/3 do total. Segundo ele, os BDRs da PT também não terão destaque no mercado, a exemplo do que ocorreu com os recibos da Telefónica.

Agencia Estado,

22 de maio de 2001 | 16h47

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.