André Dusek|Estadão
André Dusek|Estadão

Temer afirma que reforma da Previdência evitará que País acabe na mesma situação do RJ, MG e RS

Presidente disse que o governo irá "até onde puder" para dialogar no sentido de aprovar a proposta "tal como está"

Daniel Weterman, Broadcast

10 de março de 2017 | 15h24

SÃO PAULO - O presidente Michel Temer (PMDB) disse em entrevista à Rádio CBN que a reforma da Previdência vai evitar que o País acabe na mesma situação do Rio de Janeiro, de Minas Gerais e do Rio Grande do Sul, Estados que decretaram calamidade financeira.

Temer disse que o Brasil não pode, daqui a quatro ou cinco anos, transformar-se em uma figura como está acontecendo com os Estados brasileiros, que passam por dificuldades financeiras por causa do déficit previdenciário. "O governo manda aquilo que acha necessário para que o Brasil não se transforme, vou citar aqui com toda a liberdade porque já está 'publicizado', a história do Rio de Janeiro, do Rio Grande do Sul, de Minas Gerais, Estados que estão passando por grandes dificuldades em função do fenômeno previdenciário", declarou o peemedebista.

Diante da busca do governo para aprovar a reforma da previdência e das declarações de membros da base aliada afirmando que a proposta não passa como está, o presidente disse que o tema pode ter objeções, mas que o governo vai até onde puder para dialogar com os parlamentares no sentido de aprovar a emenda com os termos enviados ao Congresso. "Haverá observações e objeções, é natural que haja. Vamos até onde pudermos, é preciso dialogar, e nosso diálogo será no sentido de aprovar tal como está", afirmou.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.