FELIPE RAU/ESTADÃO
FELIPE RAU/ESTADÃO

Temer assina MP que extingue Fundo Soberano

O governo tomou a decisão de extinguir o fundo como forma de garantir o cumprimento da regra de ouro em 2018; extinção do fundo deve ajudar em R$ 26 bilhões

Tânia Monteiro, O Estado de S.Paulo

21 Maio 2018 | 21h11

O presidente Michel Temer assinou nesta segunda-feira,21, a extinção do Fundo Soberano, apenas oito anos depois da sua criação, por meio de uma Medida Provisória, que será publicada amanhã no Diário Oficial da União (DOU). O Fundo Soberano foi criado em dezembro de 2008 para ser uma espécie de “poupança” para ser utilizada em caso de crise.

+ Refis rural só sairá do papel após definição de fonte orçamentária

Os recursos do fundo vão para o caixa do governo e serão usados para pagamento da dívida pública, assim que a MP for aprovada pelo Congresso. O governo tomou a decisão de extinguir o fundo como forma de garantir o cumprimento da regra de ouro em 2018. A norma tem como objetivo evitar que a União se endivide para pagar gastos correntes, como despesas com pessoal e investimentos, empurrando a conta para futuros governos. Como o Estadão/Broadcast informou, a extinção do fundo deve ajudar a regra de ouro em R$ 26 bilhões.

De acordo com a MP, o Ministério da Fazenda vai encaminhar o último relatório do fundo  até o fim do trimestre seguinte à data em que for extinto. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.