coluna

Carolina Bartunek: ESG, o que eu tenho a ver com isso?

Temor do desemprego derruba confiança

O medo do desemprego abalou a confiança do consumidor brasileiro em fevereiro. No mês passado, o Índice Nacional de Confiança da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), apurado pelo instituto de pesquisas Ipsos, caiu 13 pontos em relação a janeiro e recuou para o menor patamar desde novembro de 2007. Na comparação com fevereiro do ano passado, a queda também foi abrupta, com um recuo de 8 pontos porcentuais. Em fevereiro deste ano, o indicador fechou com 129 pontos. A pesquisa foi feita em mil domicílios em 9 regiões metropolitanas do País."O consumidor tomou consciência da vulnerabilidade do emprego diante da crise", afirma o presidente da ACSP, Alencar Burti. Segundo a entidade, o temor de perda do emprego foi o fator que mais afetou as expectativas.De acordo com a enquete,no mês passado, 36% dos entrevistados estavam menos ou muito menos confiantes em relação a segurança do próprio emprego e de familiares ou conhecidos em relação a seis meses atrás. Em janeiro, esse indicador estava em 32%. Diminuiu também, no mesmo período, a fatia de consumidores confiantes na sua empregabilidade. Em janeiro esse índice estava em 38% e, no mês passado, estava em 32%. Por classe social, as que mais temem perder o emprego são as menor renda D/E, com 43% dos entrevistados, ante 28% da classe A.

Márcia de chiara, O Estadao de S.Paulo

13 de março de 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.