Temores de inflação derrubam mercados europeus

As principais bolsas européiasterminaram esta sexta-feira em queda, à medida que sinais decrescentes pressões inflacionárias na zona do euro atingiram asesperanças de um corte em breve na taxa de juros pelo BancoCentral Europeu. As ações de petrolíferas e bancos ajudaram a derrubar aindamais os mercados. O índice FTSEurofirst 300 fechou em queda de 0,54 porcento, em 1.264 pontos. Ainda assim, o índice encerrou a semanacom valorização de 3,1 a primeira alta semanal em cincosemanas. As ações de empresas de serviços público colaboraram com otom negativo do dia, com a E.ON cedendo 2,5 por cento. A maiorempresa do setor no mundo afirmou que seus lucros em 2008 podemvir no piso das estimativas da empresa. Papéis de petrolíferas caíram juntamente com o preço dopetróleo, que perdeu 1 dólar depois que o fluxo no oleodutoiraquiano foi restaurado. A BP perdeu 1,8 por cento e a Totalrecuou 0,6 por cento. Os bancos figuraram entre os piores desempenhos do dia noFTSEurofirst 300. O HBOS fechou em que de 3,1 por cento e o UBSse desvalorizou 2,4 por cento. Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em queda de0,43 por cento, a 5.692 pontos. Em FRANKFURT, o índice DAX retrocedeu 0,28 por cento, para6.559 pontos. Em PARIS, o índice CAC-40 caiu 0,5 por cento, para 4.695pontos. Em MADRI, o índice Ibex-35 fechou com desvalorização de0,71 por cento, a 13.442 pontos. Em MILÃO, o índice Mibtel registrou oscilação positiva de0,06 por cento, a 24.208 pontos. Ainda mais na contramão da região, Em LISBOA, o índicePSI20 teve alta de 0,76 por cento, para 10.546 pontos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.