Temos de tornar a Infraero mais eficiente, diz Dilma

A presidente Dilma Rousseff disse nesta quinta-feira que o governo precisa "tornar a Infraero mais eficiente" e para isso será criada uma subsidiária da estatal dentro do Programa de Investimentos em Aeroportos, anunciado nesta manhã. Segundo a presidente, será um novo "ramo da Infraero" para atuar junto com operadores estrangeiros. A Infraero Serviços irá ofertar serviços de planejamento, consultoria, administração, apoio à operação, treinamento de pessoal e outros relacionados à exploração de aeroportos no Brasil e no exterior, tudo em parceria com um operador internacional.

LUCI RIBEIRO, Agencia Estado

20 de dezembro de 2012 | 13h17

Em seu discurso, Dilma defendeu que o Brasil tenha atendimento de qualidade e que haja normalidade e regularidade nos serviços prestados pelos terminais. Além disso, afirmou ser "fundamental" a presença das empresas no tráfego regional.

Ela disse que as medidas preveem licenciamento de 1.900 aeroportos privados e investimentos de R$ 7,3 bilhões do governo federal para ampliar aeroportos regionais. A presidente explicou que os governos estadual e municipal podem assumir a concessão administrativa e também o custeio da operação desses terminais regionais.

Tudo o que sabemos sobre:
aeroportospacoteDilmainfraero

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.