coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Tendência dos juros é declinante, diz Malan

O ministro da Fazenda, Pedro Malan, afirmou hoje que a tendência das taxas de juros é declinante e poderá ser observada nos próximos meses e anos. Malan ressaltou que não faria comentários sobre a reunião do Copom de amanhã e quarta-feira. "Não vou e seria impróprio tecer comentários sobre o que fará a diretoria do Copom nos próximos dois dias", disse. Malan afirmou não ter dúvida de que em uma perspectiva temporal o sentido das taxas de juros será declinante. Malan concedeu entrevista há pouco na sede da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul, onde falou a empresários sobre as perspectivas para a economia brasileira em 2002.

Agencia Estado,

18 de março de 2002 | 16h15

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.