Tensão entre Turquia e curdos eleva petróleo e afeta bolsas

Investidores temem que uma incursão turca ao Iraque possa interromper fornecimento de petróleo

16 de outubro de 2007 | 16h56

O aumento da tensão na fronteira entre o Iraque e a Turquia levou os preços do petróleo a bater novos recordes nesta terça-feira, 16. O preço do petróleo Brent, de referência na Europa, superou os US$ 83, enquanto o barril do Petróleo Intermediário do Texas (WTI, leve) acelerou a tendência de alta e chegou a US$ 88 em Nova York.   Os investidores temem que uma incursão turca no Iraque em busca de rebeldes curdos poderia interromper o fornecimento de petróleo vindo do norte do Iraque.   "Sempre que há um aumento nas tensões políticas no Oriente Médio os mercados de petróleo ficam preocupados", disse David Moore, especialista do Commonwealth Bank of Austrália. "As pessoas temem que a produção e a distribuição possam ser afetadas por quaisquer problemas no Iraque."   O primeiro-ministro da Turquia disse nesta terça que a decisão de pedir permissão ao Parlamento para entrar no Iraque em busca de rebeldes curdos não significa que o Exército turco vá agir imediatamente.   Além disso, o enfraquecimento do dólar e a perspectiva de que a demanda pela commodity continuará alta durante o último trimestre do ano e também em 2008 influíram na elevação dos custos.   A alta nos preços do petróleo - combinada ao discurso do presidente do Federal Reserve, Ben Bernanke, e ao balanço negativo da Ericsson - elevou as tensões no mercado financeiro, derrubando as bolsas de valores no exterior e no Brasil. Em Nova York, o índice Dow Jones caía 0,57%, enquanto o Nasdaq operava em baixa de 0,38%.   Por aqui, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) caía 1,58% às 16h43, aos 61.976 pontos. No mercado de câmbio, o dólar fechou estável em R$ 1,8150, após operar grande parte do dia em alta.   (com Associated Press)

Tudo o que sabemos sobre:
Bovespapetróleo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.