Bolsa

E-Investidor: As 10 ações com maior potencial de queda, na visão do mercado

Tensão pode diminuir com acordo com FMI

Com as pesquisas eleitorais mostrando possível vitória do candidato da Frente Trabalhista, Ciro Gomes, na eleição presidencial, o dólar bateu R$ 3 e a esperança do mercado para que essa escalada da moeda norte-americana cesse é a concretização do acordo de transição com o Fundo Monetário Internacional (FMI). No entanto, apesar de a vice-diretora do FMI, Anne Krueger, ter admitido ontem a possibilidade do acordo (condicionado ao comprometimento dos candidatos à Presidência), o mercado quer fatos concretos para reagir positivamente a isso. Dados do IbopeOntem à noite foram divulgados os dados da pesquisa realizada pelo Ibope. Pelo levantamento, Ciro Gomes subiu quatro pontos porcentuais, de 22% para 26% nas intenções de voto. O candidato do PT, Luiz Inácio Lula da Silva, permaneceu estável em primeiro lugar, com 33%. Já o candidato José Serra (PSDB-PMDB) caiu de 15% para 13%. No entanto, o que mexeu com os ânimos dos investidores foram os dados da simulação para o segundo turno. Ciro Gomes ampliou a vantagem sobre Lula. Se as eleições fossem hoje, Ciro obteria 47% dos votos contra 40% de Lula. Na simulação com Serra, Lula ganharia com 48% dos votos e Serra ficaria com 36%. Abertura do MercadoÀs 10h07, o dólar comercial para venda estava sendo cotado a R$ 3,010, em alta de 0,49% em relação ao fechamento de ontem. No mercado de juros, os contratos de DI futuro com vencimento em janeiro de 2003, negociados na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), pagavam taxas de 23,500% ao ano, frente a 22,300% ao ano negociados ontem. A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) registrava alta de 0,52%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.