Terceira prévia do IPC-Fipe de novembro fica em 0,19%

Grupo Alimentação, que passou de 0,62% para 1,05%, lidera movimento de alta, seguido por Saúde

Sérgio Camargo, da Agência Estado,

27 de novembro de 2007 | 06h16

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) apresentou alta de 0,19% na terceira quadrissemana de novembro. Na quadrissemana anterior, a inflação na cidade de São Paulo atingiu a taxa de 0,05%. O IPC ficou dentro das estimativas dos analistas consultados pela Agência Estado, que iam de 0,05% a 0,23%. O grupo Alimentação, que passou de 0,62% para 1,05% entre segunda e a terceira prévia, liderou o movimento de alta, seguido pelas elevações em Saúde (de 0,57% para 0,68%), Transportes (de 0,13% para 0,30%), Vestuário (de 0,25% para 0,29%) e Educação (de 0,03% para 0,05%). A deflação recuou no segmento Habitação (de -0,39% para -0,32%), mas avançou em Despesas Pessoais (de -0,27% para -0,42%). Veja como ficaram os itens que compõem o IPC:Habitação: -0,32%Alimentação: 1,05%Transportes: 0,30%Despesas Pessoais: -0,42%Saúde: 0,68%Vestuário: 0,29%Educação: 0,05%Índice Geral: 0,19%

Tudo o que sabemos sobre:
IPC-Fipe

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.