Termina nesta terça reserva de ações do Banco do Brasil

Aplicação mínima exigida por CPF para a compra direta de ações é de R$ 1 mil e o limite máximo, de R$ 300 mil

Wellington Miyazaki, da Agência Estado,

11 de dezembro de 2007 | 15h36

Quem quiser participar da oferta de ações do Banco do Brasil tem até hoje às 18h para se cadastrar numa corretora ou gestora de investimentos. Os especialistas alertam, no entanto, que a forte demanda pelas ações tem feito algumas instituições financeiras a encerrar mais cedo a reserva. Por isso, não deixe para fazer o pedido na última hora.  O Banco do Brasil vai colocar mais de 87 milhões de novas ações no mercado. A aplicação mínima exigida por CPF para a compra direta de ações é de R$ 1 mil e o limite máximo, de R$ 300 mil. O investidor pode ainda investir nas ações por meio do FIA-BB (Fundo de Investimento em Ações do Banco do Brasil).  A reserva do fundo é feita só no BB, e o investidor tem de ser correntista do banco. Segundo especialistas, a vantagem do fundo é que a aplicação mínima é menor, de R$ 200. Mas não se esqueça que para fundos existe a cobrança de taxa de administração que, neste caso, será de 1,5% ao ano.  O Banco do Brasil delimitou em até 80% da reserva para o varejo e o restante será destinado para investidores estrangeiros. Correntistas e funcionários do banco terão prioridade na oferta, o que significa que os pedidos desses investidores terão preferência em caso de rateio.

Tudo o que sabemos sobre:
Banco do BrasilReserva de ações

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.