carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Termina sem conclusões reunião sobre alta do preço do álcool

Terminou sem nenhuma conclusão, no início da tarde desta sexta-feira, a reunião do ministro interino da Fazenda Murilo Portugal com técnicos dos Ministérios da Agricultura, das Minas e Energia e da própria Fazenda para discutir uma saída para a alta dos preços do álcool. Os técnicos saíram pela garagem, despistando a imprensa. O ministro interino, ao deixar a sede do Ministério, não quis dar entrevistas, limitando-se a dizer, após questionamento dos jornalistas, que a reunião não tinha sido conclusiva. O governo discute a possibilidade de uma redução da mistura do álcool na gasolina, de 25% para 20% e, para evitar que tal medida leve a outro aumento no preço da gasolina, estuda uma redução na Contribuição de Intervenção de Domínio Econômico (Cide). O secretário-executivo do Ministério de Minas e Energia, Nelson Hubner, afirmou hoje que a redução da mistura seria uma segunda opção, caso os usineiros não aceitem a proposta de reduzir o preço.Já o corte da Cide, segundo o secretário, se vier a ser adotado, ocorreria somente durante o período de redução da quantidade de álcool na mistura com a gasolina. O governo pretende reunir-se com usineiros na próxima semana, mas ainda não há data marcada em função do fato de muitos dos envolvidos na questão estarem de férias.

Agencia Estado,

06 de janeiro de 2006 | 14h36

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.