Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

Termômetro Broadcast Bolsa: Mercado eleva cautela, mas expectativa de ganhos ainda é maioria

Para semana que vem, 27,3% dos entrevistados acreditam que o Ibovespa vai fechar em queda, enquanto outros 54,5% apostam em alta do índice

Simone Cavalcanti, O Estado de S.Paulo

09 de abril de 2021 | 21h00

Parte do mercado elevou sua perspectiva de baixa para o conjunto das ações listadas no Ibovespa na próxima semana, muito embora a maioria dos que responderam ao Termômetro Broadcast Bolsa ainda acredite em um viés de alta. Dessa forma, a expectativa de baixa para as sessões de negócios dos próximos cinco dias úteis subiu de 22,22% para 27,27% dos respondentes, na comparação com a semana anterior. Já a previsão de ganhos, ainda amplamente majoritária, perdeu fôlego, passando de 55,56% para 54,55%. Por conta do aumento do pessimismo, os que acreditam na estabilidade agora somam 18,18%, ante 22,22%.

Na próxima semana, os investidores devem focar para os dados de atividade econômica de fevereiro no Brasil que deve ser refletido nas pesquisas de comércio e de serviços a serem divulgadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O Banco Central também apresentará o IBC-Br referente ao segundo mês do ano, que deve indicar maior atividade, uma vez que ainda não reflete as iniciativas de governos de vários estados para restringir a mobilidade em mais uma ação para tentar conter a aceleração dos contágios nesta pandemia.

Já no exterior, os olhares se voltam para a divulgação do PIB (Produto Interno Bruto) da China e dados de inflação ao consumidor nos Estados Unidos. A inflação americana segue ganhando destaque, uma vez que, ao confirmar aceleração, coloca pressão sobre os juros dos títulos do Tesouro daquele país.

De acordo com o Departamento Pesquisas e Estudos Econômicos do Bradesco, as perspectivas para a economia global têm ficado cada vez mais positivas, a despeito dos riscos de curto prazo para a atividade econômica em algumas regiões. Se por um lado, as expectativas para o ritmo de vacinação e a manutenção de estímulos de política econômica são os vetores positivos, por outro, os riscos baixistas estão associados principalmente à pandemia, com eventuais surgimentos de novas variantes do vírus e atrasos na logística de distribuição de imunizantes em algumas regiões. Para os economistas, o ritmo de vacinação nos Estados Unidos tem surpreendido cada vez mais, permitindo uma retomada mais acelerada da atividade econômica. "Por outro lado, o diferencial de crescimento a favor dos EUA traz riscos de um maior aperto das condições financeiras internacionais, com impactos potencialmente adversos para países emergentes".

O Termômetro Broadcast Bolsa tem por objetivo captar o sentimento de operadores, analistas e gestores para o comportamento do Ibovespa na semana seguinte. A ideia é mostrar para o leitor a percepção dos profissionais - e não das instituições financeiras - a partir da resposta para pergunta: Qual o sentimento para o Ibovespa na próxima semana? As alternativas apresentadas são de variação positiva, negativa ou neutra.

A pergunta é enviada às quintas-feiras e as respostas devem ser encaminhadas até as 14h30 da sexta-feira. Após o encerramento do período, o departamento de Dados do Estadão/Broadcast calcula o porcentual obtido a partir de cada uma das opções apresentadas pelo Termômetro. As respostas individuais dos participantes ficam em sigilo e os jornalistas não têm acesso a elas. A publicação dos resultados é feita nos serviços em tempo real do Estadão/Broadcast às sextas-feiras.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.