Amanda Perobelli/ Reuters
Amanda Perobelli/ Reuters

Termômetro Broadcast Bolsa: Mercado está cauteloso sobre rumo do Ibovespa

Na próxima semana, o foco dos mercados seguirá sobre os bancos centrais e possíveis novas medidas de afrouxamento monetário em resposta ao avanço do coronavírus e seus impactos econômicos

Redação, O Estado de S.Paulo

06 de março de 2020 | 21h31

O mercado financeiro está mais dividido com relação às expectativas para o desempenho do Ibovespa na próxima semana, mostra o Termômetro Broadcast Bolsa. De um total de 20 participantes, 35% apontaram que o índice deve ter ganhado no período, porcentual menor do que os 50% apurados na edição anterior. A perspectiva de estabilidade, ao contrário, subiu, de 22,22% para 40%. Os que esperam uma semana de queda são 25%, ante 27,78% na pesquisa anterior. O índice teve forte perda, de 5,93%, na semana, fechando abaixo dos 98 mil pontos.

Na próxima semana, o foco dos mercados seguirá sobre os bancos centrais e possíveis novas medidas de afrouxamento monetário em resposta ao avanço do coronavírus e seus impactos econômicos. Com as atenções voltadas à epidemia, os indicadores previstos para os próximos dias, tanto aqui quanto no exterior, tendem a ficar em segundo plano.

De todo modo, no Brasil, se tanto a Produção Industrial Mensal (PIM) de janeiro quanto o IPCA de fevereiro, na terça e na quarta-feira, vierem fracos, podem servir de argumentos para reforçar as apostas de corte mais agressivo da taxa Selic que começaram a aparecer nos últimos dias.

Os investidores também acompanham a movimentação em Brasília, de olho na agenda de reformas . O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que o governo deve encaminhar a reforma administrativa na próxima semana.

No exterior, haverá decisão de política monetária do Banco Central Europeu (BCE) na quinta (12). Nos Estados Unidos, no dia 10, o Partido Democrata realiza nova rodada de prévias em vários estados, em mais uma etapa da escolha do candidato que vai concorrer à eleição presidencial em novembro. Ainda, na China, está prevista uma bateria de dados econômicos, entre eles, números do setor externo de fevereiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.