Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

Termômetro Broadcast Bolsa: Quadro de expectativas se mantém, com 50% esperando alta

Entre os participantes da pesquisa, 37,50% apostam em queda do Ibovespa na semana entre 3 e 7 de maio, que será marcada por mais balanços e a decisão do Copom sobre a Selic

Redação, O Estado de S.Paulo

30 de abril de 2021 | 21h00

O quadro de expectativas para as ações no curtíssimo prazo não teve alterações em relação à semana passada, de acordo com o Termômetro Broadcast Bolsa desta sexta-feira, 30. Enquanto 50% esperam alta para o Ibovespa no período entre 3 e 7 de maio, 12,50% mantêm a percepção de que a semana será de estabilidade e 37,50% continuam vendo maior chance de queda. 

A reunião de política monetária no Brasil é o principal evento da próxima semana. O Comitê de Política Monetária (Copom) se reúne na quarta-feira, 6, para decidir sobre a Selic, atualmente em 2,75% ao ano. No comunicado do encontro de março, a autoridade já sinalizava, para a reunião de maio, um aperto da taxa básica de 0,75 ponto porcentual, que é a aposta majoritária tanto na precificação da curva de juros quanto nos Departamentos Econômicos.

Antes do Copom, na segunda-feira, as atenções se voltam para Brasília. O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), garantiu que no dia 3 receberá o relatório final sobre a reforma tributária, elaborado pelo deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB).

Na agenda de indicadores, está prevista uma bateria de dados da atividade doméstica relativos a março, que ajudarão na consolidação dos cenários econômicos sobre o PIB do primeiro trimestre. Na quarta-feira, 5, sai a Pesquisa Industrial Mensal (PIM) e na sexta, 7, a Pesquisa Mensal de Comércio (PMC). "Os dados devem vir ruins, em função do aperto das condições de mobilidade no mês passado pelo agravamento do cenário da pandemia", avalia o estrategista-chefe do Banco Mizuho, Luciano Rostagno.

No exterior, o destaque da agenda é o relatório de emprego norte-americano referente a abril, que traz a taxa de desemprego e o saldo de vagas nos Estados Unidos. Os números serão avaliados com atenção especial, num momento em que a economia ganha tração, mas por outro lado o Federal Reserve (Fed, o banco central americano) se mostra tranquilo com eventuais pressões inflacionárias.

No Brasil, a temporada de balanços do primeiro trimestre segue a todo vapor, com divulgação de resultados ao longo da semana da Ambev, B2W, Braskem, Lojas Americanas, Braskem, e, no setor financeiro, Itaú Unibanco e Bradesco.

O Termômetro Broadcast Bolsa tem por objetivo captar o sentimento de operadores, analistas e gestores para o comportamento do Ibovespa na semana seguinte. A ideia é mostrar para o leitor a percepção dos profissionais - e não das instituições financeiras - a partir da resposta para pergunta: Qual o sentimento para o Ibovespa na próxima semana? As alternativas apresentadas são de variação positiva, negativa ou neutra.

A pergunta é enviada às quintas-feiras e as respostas devem ser encaminhadas até as 14h30 da sexta-feira. Após o encerramento do período, o departamento de Dados do Estadão/Broadcast calcula o porcentual obtido a partir de cada uma das opções apresentadas pelo Termômetro. As respostas individuais dos participantes ficam em sigilo e os jornalistas não têm acesso a elas. A publicação dos resultados é feita nos serviços em tempo real do Estadão/Broadcastàs sextas-feiras. Para participar do Termômetro Broadcast Bolsa, envie um email para projecoes.ae@estadao.com.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.