Terror nos EUA apavora mercados

Os ataques terroristas em Nova York e Washington horrorizaram e desestabilizaram os mercados financeiros no mundo inteiro e a maioria das operações foi encerrada antecipadamente. Os negócios após as primeiras notícias dos Estados Unidos já revelavam muito pessimismo. As bolsas européias fecharam com fortes quedas com evacuações nos edifícios de Londres e Frankfurt. A Bolsa de Valores de São Paulo encerrou as operações às 11h15 com baixa de 9,18%. Os resultados do dia, todos negativos foram: Londres, queda de 5,72%; Frankfurt despencou 8,49%; o CAC-40 de Paris apresentou baixa de 7,39%; Madri perdeu 4,56%; e Milão caiu 7,79%.Outra grande preocupação foi quanto aos preços do petróleo no mercado internacional. Enquanto se espera a reação do governo norte-americano ao ataque, muitos temem intervenção militar no Oriente Médio. O presidente da Organização dos Países Produtores de Petróleo (Opep), Ali Rodriguez, tentou acalmar os mercados, afirmando que a entidade suprirá o mercado internacional. Em Londres, os contratos de petróleo cru do tipo Brent superaram os US$ 30 por barril e os negócios foram interrompidos.Os poucos mercados que funcionaram tiveram um volume de negócios ínfimo. Não havia referências para a formação de preços, já que os mercados mundiais foram fechando antecipadamente, e é cedo para se avaliar as conseqüências dos ataques. Ainda nem se sabe qual organização é responsável pelos atentados, mas especula-se sobre os efeitos econômicos sobre a economia norte-americana, que já estava em forte desaceleração e sobre a possibilidade de ação militar dos EUA em grande escala. Também não foi decidido quando os mercados norte-americanos reabrirão e quais funcionarão amanhã. Será necessário algum tempo para digerir os acontecimentos de hoje.Fechamento dos mercadosO dólar comercial para venda fechou em R$ 2,6600, com alta de 2,03%. Os contratos de juros de DI a termo - que indicam a taxa prefixada para títulos com período de um ano - fecharam o dia pagando juros de 2,6600 % ao ano, frente a 2,6070% ao ano ontem. A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou em queda de 9,18%, fechando ainda pela manhã. O índice Merval da Bolsa de Valores de Buenos Aires fechou em queda de 5,18%. Nos Estados Unidos, os mercados não funcionaram. Não deixe de ver no link abaixo as dicas de investimento, com as recomendações das principais instituições financeiras, incluindo indicações de carteira para as suas aplicações, de acordo com o perfil do investidor e prazo da aplicação. Confira ainda a tabela resumo financeiro com os principais dados do mercado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.