Tesouro confirma que captação pode chegar a US$ 500 milhões

A Secretaria do Tesouro Nacional confirmou no final da manhã desta terça-feira a reabertura do bônus da República denominado Global 2019. Segundo o Tesouro, o valor da operação é de US$ 500 milhões. O título, com prêmio em juros de 8,875% ao ano, segundo nota divulgada pelo Tesouro, foi emitido com spread (diferença entre o prêmio deste papel e o prêmio dos títulos dos títulos norte-americanos) de 458 pontos-base. Isso significa que o Global 2019 pagará uma taxa superior em 4,58 pontos porcentuais à taxa dos títulos da dívida dos Estados Unidos com prazo de 10 anos. Quarta captação A reabertura do Global 2019, anunciada hoje cedo, é a quarta captação feita este ano pelo Tesouro Nacional. No dia 20 de janeiro, o Tesouro lançou o Euro 2015 e no dia 31 do mesmo mês foi lançado o Global 2025. No dia 7 de março foi a vez do Global 2015. No final de 2004, o Tesouro e o Banco Central já haviam lançado, dentro da programação de captação de 2005, o Global 2019 e o Global 2014. Essas captações realizadas no final do ano passado foram uma antecipação de emissões como parte do objetivo de atingir a meta de captações prevista para este ano, que é de US$ 6 bilhões. Sem considerar a operação de hoje, que ainda não foi concluída, o governo brasileiro já levantou no exterior US$ 4,4 bilhões do total de U$$ 6 bilhões previstos. Quando foi lançado em 14 de outubro de 2004, o Global 2019 foi vendido com um prêmio de 9,15% ao ano. Naquela ocasião, a venda atingiu US$ 1 bilhão e foi coordenada pelo JP Morgan Chase e pelo Citigroup.

Agencia Estado,

10 Maio 2005 | 12h56

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.