finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Tesouro: contas têm 2º melhor resultado para janeiro

A economia do governo central em janeiro, de R$ 14,097 bilhões, foi o segundo melhor resultado da história para meses de janeiro, de acordo com o secretário do Tesouro Nacional, Arno Augustin. Ele apresentou hoje o resultado das contas do Tesouro Nacional, da Previdência Social e do Banco Central e afirmou que o superávit primário (sem levar em conta as despesas com juros) acumulado em 12 meses até janeiro corresponde a 2,15% do Produto Interno Bruto (PIB) e está dentro da meta.

ADRIANA FERNANDES, Agencia Estado

24 de fevereiro de 2011 | 18h07

O secretário informou que o decreto com os detalhes do corte de R$ 50 bilhões do Orçamento da União sairá na próxima quarta-feira e evitou dar maiores detalhes. O secretário negou que a alta de 24% das despesas em janeiro esteja ligada ao adiamento de gastos de despesas do ano passado para que o governo pudesse cumprir a meta de superávit primário.

Augustin avaliou que o resultado das contas do governo central em janeiro "é bom" e mostra uma tendência favorável para o ano. Isso porque, segundo ele, as receitas vão ter um desempenho melhor do que no ano passado, quando ainda estavam impactadas pela crise financeira internacional.

Para Augustin, as receitas começaram o ano bem, embora não sigam um ritmo de crescimento tão forte como o verificado em janeiro. Pelos dados divulgados hoje, as receitas do governo central apresentaram crescimento de 23% em janeiro ante o mesmo mês de 2010. O secretário previu o pagamento de R$ 41,1 bilhões de restos a pagar em 2011 e avaliou que, por conta das receitas melhores, as condições fiscais neste ano serão mais tranquilas que no ano passado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.