Tesouro Direto chegou a R$ 317 milhões em março

BRASÍLIA

Renata Veríssimo e Eduardo Rodrigues, O Estado de S.Paulo

26 de abril de 2011 | 00h00

As emissões do Programa Tesouro Direto, considerada a modalidade que mais deu lucro aos investidores nos últimos dez anos no Brasil, alcançaram R$ 317,24 milhões em março, de acordo com dados divulgados ontem pelo Tesouro Nacional, o segundo melhor resultado da história.

Os títulos indexados à inflação foram os mais procurados pelos investidores, representando 43,40% do total vendido no mês. Os papéis prefixados tiveram 41,98% de participação e os títulos atrelados à Selic ficaram com 14,62%.

Segundo o Tesouro, 5.402 novos investidores se inscreveram no Tesouro Direto no mês passado, levando o número total de participantes desde o início do programa a 230.997, com crescimento de 25,87% nos últimos 12 meses.

Todas as aplicações no Tesouro Direto alcançaram R$ 5,4 bilhões, com 230.997 investidores cadastrados.

Ainda de acordo com informações do governo, os pequenos investidores do Tesouro Direto - aqueles que aplicam até R$ 5 mil - foram responsáveis por 55,5% do volume aplicado nos títulos públicos federais em março deste ano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.