Tiago Queiroz/Estadão
Tiago Queiroz/Estadão

Tesouro Direto lança simulador de investimentos

Campanha focada em educação financeira também será lançada nessa segunda-feira

Idiana Tomazelli, O Estado de S.Paulo

18 Setembro 2017 | 13h44

BRASÍLIA - O Tesouro Direto lança nesta segunda-feira, 18, uma campanha focada em educação financeira e vai disponibilizar um simulador para quem deseja investir em títulos públicos por meio do programa. A ferramenta vai permitir que todos façam simulações e descubram o rendimento que obterão a partir de uma aplicação mensal, ou ainda qual é o aporte necessário para obter o retorno desejado. A campanha inclui também a abertura de 8 mil vagas no curso sobre o Tesouro Direto, metade delas ainda neste mês.

A campanha "Transformação pelo conhecimento" visa a "difundir o conhecimento para que o investidor possa tomar uma decisão racional e independente com base em seu perfil, desejos e possibilidades", afirma o Tesouro Nacional em nota.

O simulador estará disponível no site do programa Tesouro Direto a partir de quinta-feira, 21. Para quem não sabe em qual título investir, a ferramenta vai indicar o melhor papel para aplicar com base em poucas perguntas. Escolhido o título, o investidor poderá fazer dois tipos de simulação: fixando os aportes mensais para descobrir quanto receberá no fim de um certo período, ou traçando a meta de quanto gostaria de resgatar em determinado momento do futuro para saber o valor que precisa aplicar mês a mês até chegar lá.

++ Proposta cria opção para superendividado quitar débito sem decretar 'falência pessoal'

Além de realizar simulações com depósitos mensais, a ferramenta também permite fazer o cálculo com aporte único ou com uma combinação de aporte inicial e parcelas mensais regulares. Ao final, o investidor poderá comparar a projeção de desempenho do título que escolheu com as principais alternativas de aplicação em renda fixa disponíveis no mercado - poupança, CDB, LCI/LCA e Fundo DI. A simulação traz a rentabilidade bruta e líquida do investimento, já descontados impostos e taxas. O investidor também terá a liberdade de personalizar o cenário, alterando os parâmetros e refazendo os cálculos.

Já no caso do curso, as inscrições para as primeiras 4 mil vagas estão abertas a partir desta segunda-feira. Oferecido pela Escola de Administração Fazendária (Esaf), o curso é gratuito, online e conta com três módulos - básico, intermediário e avançado. Outras 2 mil vagas serão abertas em outubro e mais 2 mil em novembro.

Segundo o Tesouro Nacional, a campanha representa mais um marco na trajetória de melhorias do programa Tesouro Direto. Um primeiro conjunto de mudanças ocorreu em março de 2015, com a simplificação dos nomes dos títulos, a modernização do site e a implementação da liquidez diária. O segundo conjunto de aperfeiçoamentos veio em dezembro do ano passado e trouxe, entre outras novidades, a ampliação do horário de resgates das aplicações e o lançamento do aplicativo oficial do programa.

"Desde o início das mudanças, o estoque do TD saltou de R$ 15,9 bilhões em fevereiro de 2015 para R$ 47,3 bilhões em julho deste ano, enquanto o número de investidores cadastrados mais do que triplicou e hoje supera 1,5 milhão de pessoas", destaca o órgão.

Mais conteúdo sobre:
Tesouro Nacional

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.