Tesouro dos EUA: governo está satisfeito com Fed

O secretário do Tesouro dos EUA, Henry Paulson, disse hoje que o governo do presidente George W. Bush está "bastante satisfeito" com as ações do BC americano (Fed) para impulsionar o sistema financeiro. Paulson reiterou a política de "dólar forte" da Casa Branca e evitou discutir uma potencial intervenção nos mercados de câmbio para apoiar a moeda americana. "Não vou especular sobre hipóteses de intervenção; vou apenas dizer novamente o que vocês já ouviram de mim antes, nós temos uma política de dólar forte, que é do interesse do país", disse Paulson aos jornalistas após uma reunião do Grupo de Trabalho sobre Mercados Financeiros, que, além de Paulson, inclui o presidente do Fed, Ben Bernanke, o presidente da comissão de valores mobiliários dos EUA, (SEC, Securities and Exchange Commission), Christopher Cox, e o chefe da comissão de commodities futuros, Walter Lukken. Paulson disse que o grupo de trabalho informou ao presidente George W. Bush sobre o que está acontecendo nos mercados financeiros depois que o banco comercial JPMorgan fechou um acordo para comprar o quinto maior banco de investimento dos EUA Bear Stearns e o Fed adotou medidas para ampliar a liquidez nos mercados financeiros por meio da sua linha de empréstimo emergencial, conhecida como redesconto. "Ele ficou em geral bastante satisfeito com as ações adotadas, como nós estamos", disse Paulson. O presidente George W. Bush não conversou com os jornalistas depois do encontro, permanecendo sentado em silêncio durante uma rápida sessão de fotos. As informações são da agência Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.