Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Tesouro dos EUA já usou US$ 290 bilhões do pacote de socorro

Valor inclui os US$ 250 bilhões para adquirir participações em bancos e os US$ 40 bilhões para a seguradora AIG

Nathália Ferreira, da Agência Estado,

10 de novembro de 2008 | 16h17

Com a reestruturação do acordo de ajuda à seguradora American Internacional Group (AIG), o Tesouro dos EUA já usou US$ 290 bilhões dos US$ 350 bilhões aprovados imediatamente para o Programa de Aquisição de Ativos Problemáticos (Tarp), sendo US$ 250 bilhões para adquirir participações em bancos e os US$ 40 bilhões para a AIG. Segundo a Dow Jones, ainda sobram recursos suficientes para ajudar as montadoras. Veja também:Presidente do BCE afirma que crise ainda está em andamentoPresidente da China diz que pretende cooperar com ObamaSaiba os assuntos que serão discutidos no G-20 De olho nos sintomas da crise econômica  Lições de 29Como o mundo reage à crise  Entenda a disparada do dólar e seus efeitosEspecialistas dão dicas de como agir no meio da crise Dicionário da crise  No total, os recursos do Tarp chegam a US$ 700 bilhões e o Tesouro precisa de aprovação do Congresso para a liberação dos US$ 350 bilhões restantes. Nesta segunda-feira, 10, autoridades do Tesouro não comentaram sobre quando iriam ao Congresso pedir o restante dos recursos. Alguns especialistas já prevêem que a conta do Tarp precisará ser ampliada diante do tamanho dos problemas no setor financeiro. Randal Quarles, diretor-gerente do Carlyle Group, disse em conferência da Securities Industry and Financial Markets Association (Sifma) que as perdas de crédito no sistema são estimadas em até US$ 2 trilhões.  Segundo Quarles, mesmo as injeções diretas de capital são problemáticas, uma vez que o governo não consegue identificar a melhor alocação dos fundos. Para o especialista, a melhor abordagem seria injeção direta no sistema financeiro para ajudar a restabelecer a confiança. As informações são da Dow Jones.   A injeção de US$ 40 bilhões para ajudar a AIG era essencial para evitar mais turbulências econômicas, disse Neel Kashkari, secretário interino do Tesouro dos EUA para Estabilidade Financeiro, encarregado de implementar o Tarp. "Essa ação era necessária para manter a estabilidade do nosso sistema financeiro", afirmou Kashkari em discurso na conferência da Sifma. O comprometimento de US$ 40 bilhões do Tarp para a AIG é o maior já feito a uma única instituição e deixa o Tesouro perto de esgotar os US$ 350 bilhões aprovados imediatamente pelo Congresso para o programa. Boa parte dos fundos, US$ 250 bilhões, foram para as nove maiores instituições bancários, sendo US$ 25 bilhões para JP Morgan, Citigroup e Wells Fargo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.