R$ 1,57 bi

E-Investidor: Tesouro Direto atrai mais jovens e bate recorde de captação

Tesouro dos EUA tem plano de 3 partes para ativos podres

O Departamento de Tesouro dos Estados Unidos deve revelar provavelmente já na próxima semana um plano de três partes para ajudar o sistema financeiro norte-americano a se livrar de ativos podres que têm contaminado o balanço de bancos, disse uma fonte próxima do plano, neste sábado.

REUTERS

21 de março de 2009 | 14h49

O governo está planejando criar uma instituição dirigida pela Federal Deposit Insurance para prover empréstimos de baixo custo a capital privado para compra dos ativos tóxicos dos bancos, muitos dos quais lastreados em hipotecas e que têm exibido forte desvalorização, afirmou a fonte.

O Tesouro contratará gerentes externos de investimento para administrar parcerias público-privadas que comprarão hipotecas problemáticas, com capital do governo sendo utilizado na mesma proporção de contribuições privadas, de acordo com a fonte.

Finalmente, o Federal Reserve expandirá seu programa de empréstimos conhecido como TALF para também comprar os chamados ativos "legados", disse a fonte. Esses ativos são títulos mais antigos que têm causado muito estresse ao sistema bancário e não haviam sido contemplados pelo TALF anteriormente.

A fonte informou que o momento exato em que o Tesouro deve revelar o plano não está claro. Isso ocorre porque o Tesouro quer resolver primeiro a questão de bônus de executivos, cujos pagamentos estão sendo questionados por parlamentares norte-americanos, no caso daqueles que trabalham em instituições beneficiadas pelos esforços de resgate do governo.

Tudo o que sabemos sobre:
MACROTESOUROEUA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.