Tesouro estuda fontes para fundo soberano afora títulos

O secretário do Tesouro Nacional, Arno Augustin, informou que o governo estuda outros instrumentos além da emissão de títulos do Tesouro para compor o fundo soberano. O secretário acrescentou que a criação do fundo é "uma tendência internacional e é importante e necessária para o País".Apesar da possibilidade de o Tesouro ter que ir ao mercado comprar dólares para compor o fundo, o secretário disse que não haverá prejuízo para o Tesouro Nacional. "A idéia é ganhar eficiência", disse Augustin. Ele lembrou que as reservas internacionais brasileiras são o dobro do endividamento público externo. Na avaliação de Augustin, o Brasil está maduro para fazer o debate sobre esse assunto. O secretário, no entanto, não quis prever uma data para a criação do fundo. "A data depende da conclusão dos estudos, mas o fundo deve sair em breve."

RENATA VERÍSSIMO, Agencia Estado

26 de novembro de 2007 | 18h44

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.