Tesouro lançará título público com vencimento em 2045

O Tesouro Nacional anunciou nesta terça-feria que venderá, a partir de agosto, títulos com prazo de vencimento em 2045. Esse será o título com prazo mais longo da dívida interna brasileira. O título que será vendido com prazo de 40 anos é a NTN-B , papel que têm correção atrelada à variação do IPCA, o índice oficial do governo de inflação. Até agora, o papel mais longo vendido pelo Tesouro foi a NTN-C (título corrigido pela variação do IGP-M), com vencimento em 2031.O secretário-adjunto do Tesouro Nacional, José Antônio Gragnani, no primeiro leilão será vendido um lote pequeno. Segundo ele, o alongamento da prazo da NTN-B atende demanda do mercado, principalmente dos fundos de pensão, considerados ?investidores institucionais? dos títulos do Tesouro. Como os fundos de pensão têm passivos com prazos muitos longos devido, que são as aposentadorias que terão que ser pagas aos participantes, precisam de ativos de longo prazo para fazer frente a esses compromissos futuros.O Tesouro Nacional anunciou também um novo tipo de operação que vai tornar ainda mais sofisticado o mercado de títulos no Brasil. A partir de agora, os detentores de NTN-B ? existem hoje cerca de R$ 12 bilhões desse papel no mercado ? poderão negociar em separado o cupom de juros que o Tesouro paga semestralmente aos investidores como prêmio. As NTN-B têm cupom de juros de 6% ao ano. Segundo Gragnani, essa operação de resgate antecipado também atende demanda dos fundos de pensão. "O resgate vai facilitar o fluxo de caixa dos fundos de pensão", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.