Tesouro repassa R$ 10 bi ao BNDES para reforçar investimentos

Pelo cenário traçado neste momento pela equipe econômica, a previsão é de que o BNDES precise de no máximo mais R$ 20 bilhões no segundo semestre

Renata Veríssimo, da Agência Estado,

22 de junho de 2012 | 15h01

BRASÍLIA - O Tesouro Nacional repassou ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) a primeira tranche de recursos para reforçar as linhas de financiamento voltadas para investimentos e capital de giro. Foram repassados ontem R$ 10 bilhões do montante anunciado em abril, de R$ 45 bilhões, dentro das medidas do Plano Brasil Maior.

A Agência Estado apurou que o governo trabalha com um teto de aporte em 2012 de R$ 30 bilhões para sustentar o crédito. O restante deve ficar para 2013, caso seja confirmado o cenário traçado pela equipe econômica. O governo preferiu anunciar um valor maior do que o projetado como necessário para ter margem de manobra em caso de agravamento da crise externa e de uma retração maior no mercado de crédito.

Pelo cenário traçado neste momento pela equipe econômica, a previsão é de que o BNDES precise de no máximo mais R$ 20 bilhões no segundo semestre. Esta previsão já foi ampliada, considerando a nova linha de financiamento anunciada na semana passada para estimular investimentos nos Estados. O governo chegou a trabalhar com a possibilidade de emitir apenas mais R$ 10 bilhões no segundo semestre.

Fontes do governo destacam que os repasses ao BNDES serão feitos à medida da necessidade, de acordo com a evolução do mercado e da crise no exterior. O cenário internacional tem tornado os mercados voláteis e tem exigido dos governos uma administração dos seus efeitos nas economias locais no dia a dia.

Por este motivo, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, tem evitado falar em valores exatos para o banco de fomento em 2012. Ele quer evitar ser cobrado pela imprensa, caso os repasses ao BNDES não se confirmem nos valores eventualmente anunciados. Foi por isso que demonstrou irritação durante entrevista coletiva no mês passado, quando foi questionado se haveria transferência de R$ 10 bilhões em junho, conforme havia antecipado a Agência Estado.

Tudo o que sabemos sobre:
TesouroBNDES

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.