Tesouro tem conversado com Ford sobre potencial ajuda

Conversas começaram após o Congresso dos EUA não conseguir aprovar pacote de ajuda ao setor automotivo

Danielle Chaves, da Agência Estado

16 de janeiro de 2009 | 19h57

A Ford Motor Credit, unidade financeira da Ford Motor, tem conversado com o Departamento do Tesouro dos Estados Unidos sobre suas necessidades financeiras, segundo uma autoridade do governo norte-americano. As conversas tiveram início logo após o Congresso dos EUA não conseguir aprovar no ano passado um pacote de ajuda ao setor automotivo que iria fornecer uma linha de crédito para a Ford.   Veja também: De olho nos sintomas da crise econômica  Dicionário da crise  Lições de 29 Como o mundo reage à crise    A fonte se recusou a dizer se a Ford Motor Credit está pedindo ajuda. "Temos tido conversas", disse a autoridade do governo. "Não quero caracterizar o estado das negociações."   "Temos mantido um diálogo contínuo com o governo em relação a ideias para ajudar a descongelar os mercados de crédito", afirmou o porta-voz da Ford, Mark Truby. "A Ford Credit já tirou vantagens da Linha de Financiamento de Commercial Paper (Commercial Paper Funding Facility) do Federal Reserve", acrescentou.   Truby disse que a Ford Credit também tem buscado acesso à Linha de Empréstimo de Títulos Lastreados em Ativos (Term Asset Backed Securities Loan Facility) do Tesouro. Além disso, a empresa quer aprovação da Corporação Federal de Seguros de Depósitos (FDIC) para estabelecer uma companhia de empréstimo industrial.   A informação de que a Ford estaria negociando com o Tesouro surgiu no mesmo dia em que a instituição anunciou que vai dar US$ 1,5 bilhão em empréstimo emergencial para a Chrysler Financial Services. O Tesouro deu US$ 6 bilhões para a GMAC, unidade de financeira da General Motors, em dezembro.   A Ford, diferentemente da GM e da Chrysler, não recebeu empréstimo do governo dos EUA para ajudá-la a administrar suas operações durante uma das maiores quedas de vendas do setor automotivo em mais de 15 anos. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Tesouro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.